26.5.09

opostos

não há abrigo contra o mal nem sequer a ilha idílica na qual a mulher e o homem vivam afinal qual se quer tão só de amor num canto qualquer. erra quem sonha com a paz mas sem a guerra o céu existe pois existe a terra assim também nessa vida real não há o bem sem o mal. nem há amor sem que uma hora o ódio venha bendito ódio ódio que mantém a intensidade do amor, seu ardor, a densidade do amor, seu vigor e a outra face do amor vem a flor na flor que nasce do amor. porém há que saber fazer sem opor o bem ao mal prevalecer e o amor ao ódio incerto em nosso Ser se impor e a dor que acerta o prazer sobrepor e ao frio que nos faz sofrer o calor e a guerra enfim a paz vencer. e a guerra enfim a paz vencer... erra quem sonha com a paz mas sem a guerra o céu existe pois existe a terra assim também nessa vida real não há o bem sem o mal. nem há amor sem que uma hora o ódio venha bendito ódio ódio que mantém a intensidade do amor, seu ardor, a densidade do amor, seu vigor e a outra face do amor vem a flor na flor que nasce do amor. na flor que nasce do amor... na flor que nasce do amor... na flor que nasce do amor... [pedro luís e carlos rennó]