18.6.09

lá dentro . aqui fora

dois mundos. duas realidades. dois viveres...
a tentativa sincera e necessária de unificação não pode fracassar. dessa união depende todo o sucesso da existência. dói entender que aqui fora as realidades são bastante diferentes. são feias? talvez. mais duras? com certeza.
lá dentro, no mundo onde predominam o ar e o éter tudo tem cor de muitas cores e cheiros de muitas flores. a brisa corre suave e atravessa o meio dia e percorre a madruga a dentro. passa suave também pelo rosto e faz feliz quem consegue perceber sua presença. real? acredito que sim. todas as idéias fazem sentido e todas as pessoas transpiram amor e verdade. os caminhos são sincrônicos e as manifestações do Sagrado podem ocorrer como milagres que se multiplicam bem diante dos seus olhos... é lindo! lindo! lindo! vocês deveriam poder ver.
lá dentro, onde predominam o ar e o éter não há lugar vazio. apesar do próprio éter não há vazio, não há solidão. é estranho até. lá dentro também permeia o universo de água... o universo que dá a base para os sentimentos mais bonitos que para muitos é inexplorado. uma pena! deveria ser regra básica de vivência pelo menos "uma" passagem por esse mundo.
já eu, não consigo sair de lá. lá de dentro.
e a tentetiva sincera e necessária - pra não dizer urgente também - não pode fracassar...
aqui fora nem preciso explicar. todos conhecem. estar aqui, estar aqui na matéria, no tempo...
recebo e aceito.