28.4.10

benke

Beija-flor me chamou: olha
Lua branca chegou: na hora
O beija-mar me deu prova
Uma estrela bem nova
Na luminária da mata
Força que vem e renova

Beija-flor de amor me leva
Como o vento levou a folha
Minha mamãe soberana
Minha floresta de jóia
Tu que dás brilho na sombra
Brilhas também lá na praia

Beija-flor me mandou embora
Trabalhar e abrir os olhos
Estrela d'água que molha
Tudo o que ama e chora
Some na curva do rio
Tudo é dentro e fora

Minha floresta de jóia
Tem a água, tem a água
Tem aquela imensidão
Tem a sombra da floresta
Tem a luz do coração